Please reload

Posts Recentes

Terapia online na Libertá Psicologia

August 14, 2020

1/7
Please reload

Posts Em Destaque

Como é a primeira consulta no psicólogo?

February 20, 2019

 

A primeira consulta com um psicólogo gera dúvidas e ansiedades em muitas pessoas.

Na primeira sessão o profissional e o novo paciente se conhecem e inicia-se a primeira entrevista: coleta de dados pessoais, de dados familiares, conjugais etc.

 

Depois começamos a questionar a queixa que o paciente traz para o tratamento. A queixa na verdade são os motivos pelos quais o paciente procura ajuda profissional. As queixas podem ser ansiedade, depressão, problemas conjugais, comportamentos dos filhos, dentre outros. O psicólogo então irá investigar a quantidade de sintomas, a duração dos sintomas, os prejuízos com o adoecimento, as dificuldades em lidar com os sintomas e o que já foi feito para melhorar. A etapa seguinte é explicar como vai funcionar o tratamento como um todo.

 

 

A duração do tratamento 

 

 

A duração média do tratamento psicoterápico dura em torno de seis meses a um ano em média. Há casos em que o tratamento pode ser mais curto ou mais longo, a depender da queixa trazida pelo paciente e dos prejuízos trazidos pelos sintomas. Quanto mais sintomas e prejuízos, maior será a duração da terapia.  

 

 

Como serão os atendimentos 

 

Os atendimentos em Psicologia são diferentes das consultas médicas. Nas consultas médicas, o paciente comparece a um primeiro atendimento, onde é levada a queixa e o médico solicita exames de laboratório ou exames de imagem.  Depois  o paciente comparece após 15 dias para uma nova consulta de retorno com os resultados dos exames solicitados pelo médico anteriormente. Nessa consulta de retorno o médico receita remédios ou procedimentos para a melhora da queixa. 

 

Os atendimentos em Psicologia são considerados tratamentos seriados, ou seja, eles devem ter uma certa duração no tempo e ser repetitivo, por exemplo, uma consulta semanal por três meses. No entanto, é difícil prever logo de início a duração total da terapia, pois quanto mais grave a doença, mais demorado fica o tratamento. 

 

As sessões de terapia são realizadas por agendamento prévio e cada paciente tem um horário na agenda do profissional. Por exemplo, o horário do paciente Caio é toda segunda às 14;00; o horário da paciente Maria é toda quinta às 16:30. E assim por diante é preenchida a agenda de cada psicólogo. 

 

Pelo fato dos horários serem agendados previamente e cada paciente ter um horário fixo na agenda, é inviável para os profissionais atenderem por encaixe ou ordem de chegada. Por esse motivo a maioria dos profissionais cobram pelas faltas, pois é praticamente impossível remanejar a agenda de um dia todo de atendimentos ou provocar atrasos aos demais pacientes assíduos ou que já estão no consultório para serem atendidos. 

 

Nesse primeiro encontro também pode ser entregue um contrato ou termo de prestação de serviços, contendo por escrito as formas de funcionamento da terapia como um todo.

 

 

Como são realizados os pagamentos particulares ou pelos convênios

 

 

Os pagamentos particulares são muito variados e depende de como o profissional prefere receber os pagamentos. Há profissionais que preferem receber por cada sessão. tem profissional que prefere receber mensalmente, outros que recebem apenas em espécie e há aqueles que aceitam cartões de débito e crédito. 

 

Os pagamentos pelos convênios são bem diferentes, pois na verdade o paciente não paga nada ao profissional, mas sim paga as mensalidades do seu convênio normalmente. O paciente nesse caso é obrigado a seguir as regras do convênio para ser atendido, devendo então assinar várias guias de comparecimento para provar os atendimentos. O mesmo vale para o profissional, que também precisa assinar os atendimentos realizados e seguir as regras dos convênios. 

 

 

As técnicas utilizadas na terapia 

 

As técnicas a serem utilizadas no decorrer da terapia variam de acordo com a abordagem teórica de cada profissional. Depende também se o paciente é criança, adolescente, adulto, idoso ou casal / família. 

 

Em geral os atendimentos infantis necessitam de brinquedos e jogos para que a criança se manifeste através do lúdico. Os adolescentes em geral gostam de jogos mais desafiadores, mas há jovens que preferem apenas conversar. Já os atendimentos com adultos podem ter técnicas diversas, dinâmicas e reflexões. 

 

 

E a parte mais importante dessa primeira consulta é o acolhimento. O paciente precisa se sentir acolhido e bem recebido nessa fase delicada da vida dele. E que o psicólogo estará ali para ajuda-lo sem julgamentos ou falsas expectativas. .

 

 

 

 

Texto escrito por Patrícia Machado da Silva - Psicóloga CRP 01/9368

Para Libertá Psicologia 


.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Siga