3 coisas que Pais Presentes ensinam


No mês de Agosto, o papel do pai vem à tona na vida das famílias. Todos nós temos uma experiência com um pai presente ou ausente. Na presença ou ausência deles, aprendemos muito, seja na companhia do amor ou da dor. Aqui vão 3 coisas que pais presentes ensinam.


1- Os pais ensinam o papel de ‘Homem’


Os pais presentes ensinam o que é ser um Homem em nossa sociedade. Antes de ser pai, marido ou namorado, essa pessoa aprendeu o que é ser Homem também. Ele carrega uma história de vida única e valiosa. Aprendeu a ter valores, aprendeu a conviver e a viver de forma peculiar à educação que antes recebeu de seus pais.


Ele também foi à escola, também foi adolescente, enfrentou crises, se formou e entrou no mercado de trabalho. Escolheu uma profissão, e dá prioridade ao que acha importante enquanto Homem. Gosta de coisas de Homem, se veste como Homem, se conecta com o mundo como um Homem que é. Essa é a primeira coisa que um pai ensina ou ensinará aos seus filhos ou futuros filhos.


2- Os pais ensinam o papel de ‘Companheiro’


Para se tornar marido, é primeiro preciso ser Homem. Um Homem que amadureceu e se apaixonou por uma mulher. Ele a acolheu como uma mulher, a mulher a quem vai dirigir as suas necessidades e acolher as necessidades dela. Ele aprendeu a paquerar, a namorar e pode até se casar. Não importando o tipo de união do novo casal, ele agora é o companheiro da mulher.


Esse papel de companheiro a criança aprende desde bebê. Aprende a reconhecer uma voz diária, mas diferente da voz da mãe. Aprende que na ausência da mãe, tem um homem e um companheiro ali. O filho aprende que esse vínculo foi criado através da mãe e pela mãe e o filho confia nela para também confiar no companheiro. O companheiro da mãe agora será o companheiro do filho também.


3- Os pais ensinam o papel de ‘Pai’


Os pais presentes também ensinam o que é ser pai. O pai presente é um homem comum, ensinando aos seus filhos sobre proteção, força, confiança. O pai é um educador, transmitindo valores e formas de convivência diferentes aos da mãe. O pai opta por abrir mão de suas prioridades de homem livre para ser um colaborador e professor na difícil arte de educar seres humanos. O pai é um verdadeiro colaborador da personalidade da criança. Ele é o nosso primeiro Herói da infância. Ele é o primeiro herói para os filhos.


Em minha prática na Psicologia, tenho visto e falado às famílias nas sessões de Aconselhamento Familiar ou nos atendimentos de Orientação de Pais, o que os pais presentes ensinam. Eles podem até não dizer abertamente, mas percebo que eles se sentem meros coadjuvantes na criação dos filhos, porque o papel da mãe é soberano.


Enfatizo as 3 coisas que pais presentes ensinam. Falo de cada um dos ensinamentos. Empodero os pais, porque eles criaram uma vida e querem ser responsáveis pelos filhos. Vejo como eles saem confiantes e empoderados em seu papel. Não importa se o tempo é curto ou não; não é a quantidade, mas a qualidade do vínculo, do amor.


Para saber mais, fale com a psicóloga. Para saber como podemos ajudar você e seu filho, veja como funciona nosso Programa de Orientação de Pais.


Por Psicóloga Patrícia Machado (CRP 01/9368).

MBA em Clínica Interdisciplinar da Infância e Adolescência e Especialista em Terapia Cognitivo Comportamental.

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

EQ. 52/54, Projeção 09

Edifício Central, sala 503,

Setor Central, Gama-DF

Tels: 061-4141-9004
        
  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon
  • White YouTube Icon