Psicólogos e Estudantes

Para Psicólogos e Estudantes

Aprendizagem online
Supervisão de Casos

Desenvolva a sua melhor ferramenta de trabalho: Você Mesmo

Sessão de terapia
Psicoterapia Individual

Transforme a vida das pessoas mudando a sua primeiro

Porque Psicólogos e estudantes precisam fazer supervisão e terapia?

                   Para a formação de um ótimo profissional de Psicologia, considero que é necessário três pilares para os psicólogos e estudantes de Psicologia se submeterem: 1- graduação de Psicologia, 2- Psicoterapia individual, 3- Supervisão de casos. 

                   Vou começar pelo pilar da graduação e vou falando um pouco sobre como foi a minha formação também. É importante que o futuro psicólogo escolha uma boa instituição de ensino para se formar. Nela, é onde entramos em contato com o grande universo da Psicologia. Nos primeiros semestres as disciplinas são mais generalistas, mas a partir do meio do curso as disciplinas passam a ser mais densas com o intuito de transmitir as diversas teorias, áreas de formação, abordagens psicológicas e educação inicial para o mercado de trabalho. Durante a minha formação eu sempre ouvi que há mercado para todas as áreas da Psicologia, sendo umas mais abertas e outras mais fechadas, umas com boa remuneração e outras com baixas rendas. Isso foi uma grande ajuda para a minha escolha. 

 

                    Vou agora ao pilar da psicoterapia individual. Antes mesmo de me formar eu já fazia terapia. O profissional que faz terapia já está investindo em sua formação. Sabe por que? Porque o psicólogo é quem presta o serviço com seu corpo e sua mente; é o psicólogo quem precisa saber se posicionar, se fazer entender, melhorar o seu discurso e linguagem; é o psicólogo quem precisa saber cobrar, é ele quem precisa pensar antes de falar, para assim ser o mais imparcial possível. 

                    Além da terapia trazer um desenvolvimento pessoal através do autoconhecimento, como um profissional pode vender um serviço do qual não acredita? Como um psicólogo pode oferecer terapia se ele mesmo não se submete aos critérios de ser paciente? Pode alguém aprender alguma habilidade sem praticar? É como querer ser um  professor sem ser aluno ou como querer ser músico sem saber tocar nenhum instrumento.

 

                  Assim é um psicólogo que não faz terapia. Além disso, como um psicólogo pode ser imparcial se ele mesmo não se conhece ou não trabalha em terapia as suas questões? Por exemplo, imagine um psicólogo que está se separando da esposa em processo de litígio na vida pessoal e recebe uma paciente que também está procurando um profissional para lhe ajudar em sua separação pouco amigável. Esse psicólogo vai ter muitas dificuldades com essa paciente caso a vida pessoal dele não esteja em ordem também. 

                  Depois da graduação, o psicólogo que deseja clinicar vai precisar dar entrada em seu CRP para assim estar apto para os seus primeiros atendimentos. E agora vem o terceiro pilar que é a supervisão de casos. No início da nossa carreira passamos por muitas dúvidas, pois na clínica estamos sozinhos com o paciente e não temos ninguém para tirar dúvidas nessa hora. Outras vezes percebemos que o paciente não quer falar ou não te deixa falar, ou tem aquele paciente que sempre falta ou está sempre atrasado ou mesmo aqueles pacientes que no dia de pagar sempre faltam ou dão uma desculpa para atrasar os pagamentos. O que fazer nesses casos? Eu já passei por todos eles e o que me ajudou foi a supervisão de casos, além da terapia, é claro. 

                 Durante os meus primeiros atendimentos eu não sabia cobrar, eu tinha dificuldades com pessoas rígida e principalmente tinha medo de falar alguma coisa que magoasse o paciente porque se ele fosse embora eu não teria como contar com aquele pagamento no mês seguinte. Para mim a terapia e a supervisão de casos foram fundamentais para eu aprender sobre como me portar como psicóloga e como entender melhor os casos que eu atendia. Depois disso puder aprender a como mudar a minha postura diante dos pacientes que me causavam medo ou desconforto. 

                      Hoje depois de 17 anos de formada percebo o quão importante foram a terapia e a supervisão para a minha carreira. por isso recomendo que todos os profissionais formados ou em formação passem por ambos os processos. É enriquecedor ver pessoas dando valor à qualidade da própria formação e ao mesmo tempo me entristeço quando vejo profissionais desvalorizando os critérios para uma boa formação em Psicologia. 

 

                       Por isso digo com toda a propriedade do mundo: faça terapia e faça supervisão. Seu futuro profissional vai lhe agradecer em forma de elogios, indicações e números extras na conta bancária ao final do mês. 

Texto de:  Patrícia Machado da Silva 

Psicóloga CRP 01/9368 

                  

                   

EQ. 52/54, Projeção 09

Edifício Central, sala 503,

Setor Central, Gama-DF

Tels: 061-4141-9004
        
  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon
  • White YouTube Icon